domingo, 19 de maio de 2013

Menos horas de trabalho e novas oportunidades para as mulheres



Acabou aquele tempo em que tínhamos que trabalhar oito horas por dia durante cinco a sete dias por semana. Para os profissionais de alto cargo de gerência como os executivos, as empresas estão apostando em trabalhos de meio período. Essa é uma notícia recente publicada pela BBC Brasil.

E a pergunta que fica é a seguinte: É possível trabalhar menos horas e ter sucesso profissional?

Segundo o professor Cary Cooper, especialista em psicologia organizacional e saúde na Escola de Administração da Universidade de Lancaster, na Grã-Bretanha, existem grandes evidências de benefícios de se trabalhar meio período.

"As provas são claras de que quando as pessoas podem trabalhar com flexibilidade você consegue o máximo delas. Há mais satisfação no trabalho e elas são mais produtivas", diz Cary Cooper.

O professor Cary Cooper diz, também, que há um tipo de administrador - geralmente mais velho e homem - que enxerga o trabalho flexível como um sinal de que a pessoa não está comprometida. Isso pode criar uma percepção de que o funcionário não está 'fazendo um bom trabalho' e afetar suas perspectivas de promoção
No entanto, ele afirma que a pergunta a fazer deve ser: 'Eles produzem?'. As pessoas precisam ser julgadas não por quantas horas elas trabalham no escritório, mas o que elas fazem. Isso sim é importante a produtividade e eficiência das pessoas.

"Acho que estamos perdendo muitos talentos, especialmente mulheres, que não estaríamos se as empresas fossem mais flexíveis", afirma. As mulheres geralmente possuem mais obrigações familiares do que os homens.

Temos alguns exemplos de grandes executivas que trabalham poucas horas por semana, como: Belinda Earl que só trabalhará dois dias na semana na Marks and Spencer, e a nova vice-presidente do Facebook, Nicola Mendelsohn, que será a chefe da empresa na Europa, no Oriente Médio e na África, e deve trabalhar quatro dias por semana - como já faz como diretora da agência de publicidade Karmarama.

Pois bem, a flexibilização nas horas de trabalho é um grande aliado principalmente para aumentar a entrada de mulheres no mercado de trabalho. As pesquisas mostram que as mulheres geralmente possuem mais qualificação do que os homens. Portanto temos que oferecer oportunidades para elas.

Espero que tenham gostado das informações.
Até a próxima.